24 fev 2020
meningites

Conhece o meningococo? 

O meningococo é uma bactéria que pode causar meningite e septicemia, duas infecções graves. Os sintomas mais comuns são: febre alta e repentina, dor de cabeça intensa, rigidez do pescoço, vômitos e em alguns casos sensibilidade à luz (fotofobia) e confusão mental. Além desses sintomas, também pode acarretar cegueira, surdez, problemas neurológicos e amputação de membros.  Quando alojado na corrente sanguínea o meningococo é ainda mais agressivo, sendo letal em 7 a cada 10 pacientes.

Existem cinco tipos mais comuns no mundo, sendo eles: A, B, C, W e Y.

O que é meningite?

É a inflamação das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal e pode ser causada por diversos agentes, a forma mais comum da doença é a meningite viral, para as meningites virais não existe vacina. Já as formas mais graves da doença são derivadas de bactérias que podem levar pacientes a óbito em até 24 horas.

O que é septicemia meningocócica?

Acontece quando a meningocócica se aloja na corrente sanguínea e se multiplica danificando a parede dos vasos sanguíneos e causando sangramento na pele e órgãos.

No Brasil o tipo C é o responsável pelo maior número de infecções, porém desde 2010 quando a vacina passou a ser oferecida no serviço público para menores de 5 anos, o percentual de registros por meningite C passou de 70% para 59% em maiores de 5 anos. Com a redução do tipo C o tipo B ganhou força e passou a ser o segundo mais frequente, em menores de 5 anos é responsável por 60% dos casos.

Na América latina o tipo W também tem muita força, na argentina, por exemplo, é o agente causador de mais de 50% dos casos de meningite meningocócica. Próximo à Argentina, em Santa Catarina o tipo W é o responsável por 43% dos tipos.

Essas bactérias são transmitidas de pessoa para pessoa através de gotículas de secreção respiratória e de garganta de portadores (muitas vezes assintomáticos). Beijos, espirros, tosses e o compartilhamento de objetos são meios de fácil transmissão e contaminação.

Atualmente existem no Brasil três vacinas contra o meningococo, são elas: Meningite C que está disponível no serviço publico, Meningocócica ACWY e Meningocócica B, ambas disponíveis somente no serviço privado. São recomendadas na rotina de vacinação infantil a partir dos 2 ou 3 meses e para portadoras de algumas doenças crônicas, independentemente da idade, com recomendação médica.

 

Fonte: https://familia.sbim.org.br/vacinas/vacinas-disponiveis/vacina-meningococica-b

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
18 fev 2020
carnaval com saúde

Chegou a época mais esperada do ano por muitos brasileiros, o Carnaval! São dias de comemoração e no meio dos festejos muitas pessoas acabam se esquecendo do principal: a saúde. É preciso se lembrar que para aproveitar as festividades é preciso estar com a saúde em dia.

 

Para curtir o carnaval com saúde é preciso estar atento à alimentação, ter cuidados com a pele e se proteger das doenças sexualmente transmissíveis.

O excesso de álcool e de sol e as noites mal dormidas podem trazer consequências graves para a saúde, como insolação, inflamação do fígado, desidratação, vômitos frequentes e desmaios. Assim, para evitar esses problemas e aproveitar ao máximo os dias de festa, veja a seguir 10 dicas para aproveitar o carnaval com saúde.

 

1. Usar preservativo em todas as relações

Usar preservativo em todas as relações íntimas é a melhor forma de prevenir uma gravidez indesejada e evitar doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis, herpes genital e AIDS.

Além disso, é importante lembrar que a pílula do dia seguinte não deve ser usada constantemente, especialmente no carnaval, pois ela contém uma grande quantidade de hormônios que juntamente com o excesso de álcool podem prejudicar o organismo.

 

2. Evitar beijar na boca de pessoas desconhecidas

O beijo pode transmitir doenças como herpes labial, candidíase, mononucleose, cárie e gengivite, que uma inflamação nas gengivas que causa dor e sangramento.

É importante lembrar que as chances de pegar doenças através beijo são ainda maiores quando existem feridas na boca, pois a entrada de vírus e bactérias fica mais fácil através da ferida, sendo possível transmitir até o vírus da AIDS.

 

3. Beber bastante água

Beber bastante água vai ajudar o corpo a se manter hidratado, evitando ressecamento e queimaduras na pele, insolação, mal estar, tonturas e ressaca, pois a água ajuda a eliminar o álcool do organismo.

Além da água, também deve-se ingerir líquidos nutritivos e que reponham vitaminas e minerais no corpo, como sucos naturais, vitaminas, água de coco e bebidas isotônicas.

 

4. Evitar ficar exposto diretamente ao sol

O excesso de sol causa desidratação, queimaduras na pele e piora os sintomas da ressaca. Assim, deve-se evitar ficar exposto ao sol, principalmente entre 10h e 16h, e sempre usar óculos escuros, chapéus e protetor solar, que deve ser reaplicado a cada 2 horas.

 

5. Usar protetor solar próprio para os lábios e para os cabelos

Excesso de sol e de álcool causa desidratação, que também provoca ressecamento dos lábios e dos cabelos, sendo, por isso, importante usar protetor solar labial e cremes protetores térmicos para os cabelos, que também devem ser reaplicados ao longo do dia a cada 2 ou 3 horas.

 

6. Comer de 3 em 3 horas

Comer a cada 3 horas ajuda a manter a energia do corpo e repõe vitaminas e minerais que são gastos para eliminar o álcool do organismo.

Fazer pequenos lanches com frutas frescas, vitaminas, sanduíches ou bolachas ajuda a manter o corpo bem nutrido e preparado para aproveitar os dias de festa.

 

7. Usar roupas leves e sapatos confortáveis

Deve-se usar roupas leves e sapatos confortáveis para evitar o excesso de calor e a formação de calos e bolhas nos pés. Como normalmente fica-se muito tempo de pé durante o carnaval, o ideal é usar um tênis confortável com meia, e massagear os dedos e os pés no fim da noite ou no início da manhã.

 

8. Não exagerar nos comprimidos e bebidas energéticas

Os comprimidos e bebidas energéticas são ricos em cafeína, substância que pode causar insônia e atrapalhar o descanso do corpo para enfrentar um novo dia de festa.

Além disso, tomar cafeína juntamente com bebidas alcoólicas pode causar arritmias e palpitações cardíacas, e piorar os sintomas de queimação no estômago e gastrite.

 

9. Estar com as vacinas em dia

Manter as vacinas em dia é importante porque durante o carnaval, é comum acontecerem acidentes com garrafas de vidro ou objetos de metal quebrados na rua, que são fontes da bactéria do tétano. Além disso, a presença de turistas e aglomerações de pessoas facilitam a transmissão de doenças como viroses e sarampo, que podem ser evitar com a vacinação.

As vacinas recomendadas são: Tríplice Viral, Hepatite A+B, HPV, Meningite ACWY, Varicela, Sarampo e Febre amarela.

 

10. Dormir bem

Apesar de dormir não ser uma prioridade no carnaval, deve-se tentar descansar pelo menos 7h ou 8h por dia, para repor as energias e evitar o cansaço e a irritação.

Se não puder dormir até tarde depois da noite de festa, deve-se tentar fazer pequenos descansos ao longo do dia ou tirar um cochilo após o almoço.

 

Fonte: https://www.tuasaude.com/10-dicas-para-curtir-o-carnaval-com-saude/

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
04 fev 2020
prevenir o câncer

Neste dia 04 de fevereiro é comemorado o Dia Mundial da Luta Contra o Câncer, uma data importante para trazer discussões acerca dessa doença que é a segunda maior causa de mortes no mundo. Entender as formas de prevenção do câncer é o primeiro passo para combatê-lo.

 

  • A prevenção do câncer engloba ações realizadas para reduzir os riscos de ter a doença.

O objetivo da prevenção primária é impedir que o câncer se desenvolva. Isso inclui evitar a exposição aos fatores de risco de câncer e a adoção de um modo de vida saudável.

  • O objetivo da prevenção secundária é detectar e tratar doenças pré-malignas (por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV ou pólipos nas paredes do intestino) ou cânceres assintomáticos iniciais.

 

12 dicas para prevenir o câncer

 

Não fume!

Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes. Parar de fumar e de poluir o ambiente é fundamental para a prevenção do câncer.

 

Alimentação saudável protege contra o câncer

Uma ingestão rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer e bebidas adoçadas, pode prevenir o câncer. A alimentação deve ser saborosa, respeitar a cultura local, proporcionar prazer e saúde e incluir alimentos regionais.

 

Mantenha o peso corporal adequado

Manter um peso saudável ao longo da vida é uma das formas mais importantes de se proteger contra o câncer. Uma alimentação saudável favorece a manutenção do peso saudável e a recomendação é evitar alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para aquecer ou consumir, e fazer dos alimentos in natura e minimamente processados como as frutas, legumes, verduras, feijões e outros grãos, sementes, castanhas a base da alimentação.

A atividade física também contribui para se proteger contra o câncer, além de contribuir para a manutenção do peso corporal saudável. Para a prática de atividade física, não há necessidade de serem aquelas modalidades que demandem a contratação de serviços como academias; atividades como caminhar tanto no tempo livre, quanto no deslocamento para outros compromissos, pedalar, dançar, etc são boas opções.

A criação de ambientes que incentivem a alimentação saudável e ser fisicamente ativo ao longo da vida é fundamental para o controle do câncer.

 

Pratique atividades físicas

Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar da casa ou do jardim ou buscar modalidades como a corrida de rua, ginástica, musculação, entre outras. Experimente, ache aquela modalidade que você goste, aproveite e busque fazer dessas atividades um momento coletivo, prazeroso e divertido, com a família e amigos, ou faça da atividade física um momento introspectivo no qual você se conecta consigo, enfim, é possível encaixar a atividade física na rotina de cada um, seja através do deslocamento ativo indo ao trabalho ou outras atividades caminhando ou de bicicleta, são diferentes possibilidades.

 

Amamente

O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. A partir de seis meses da criança, deve-se complementar a amamentação conforme a dica sobre Alimentação saudável e proteção contra o câncer.

 

Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos

As alterações das células do colo do útero são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica deste exame. Tão importante quanto fazer o exame é saber o resultado, seguir as orientações médicas e o tratamento indicado.

 

Vacine contra o HPV as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 14 anos

A vacinação contra o HPV, disponível no SUS, e o exame preventivo (Papanicolau) se complementam como ações de prevenção do câncer do colo do útero. Mesmo as mulheres vacinadas, quando chegarem aos 25 anos, deverão fazer um exame preventivo a cada três anos, pois a vacina não protege contra todos os subtipos do HPV.

 

Vacine contra a hepatite B

O câncer de fígado está relacionado à infecção pelo vírus causador da hepatite B e a vacina é um importante meio de prevenção deste câncer. O Ministério da Saúde disponibiliza nos postos de saúde do País a vacina contra esse vírus para pessoas de todas as idades.

 

Evite a ingestão de bebidas alcoólicas

Seu consumo, em qualquer quantidade, contribui para o risco de desenvolver câncer. Além disso, combinar bebidas alcoólicas com o tabaco aumenta a possibilidade do surgimento da doença.

 

Evite comer carne processada

Carnes processadas como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela, peito de peru e blanquet de peru podem aumentar a chance de desenvolver câncer. Os conservantes (como os nitritos e nitratos) podem provocar o surgimento de câncer de intestino (cólon e reto) e o sal provocar o de estômago.

 

Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios

Se for inevitável a exposição ao sol durante a jornada de trabalho, use chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

 

Evite exposição a agentes cancerígenos no trabalho

Agentes químicos, físicos e biológicos ou suas combinações são causas bem conhecidas de câncer relacionado ao trabalho, e evitar ou diminuir a exposição a estes agentes seria o ideal e desejável. Mas para que isto ocorra de maneira satisfatória, é necessário o comprometimento de todos os envolvidos nos diversos processos de trabalho, visando a elaboração de planos para evitar o adoecimento dos trabalhadores. Também é fundamental a implementação de leis que obriguem e fiscalizem a substituição dos agentes causadores câncer no trabalho por outros mais saudáveis, quando já houver esta alternativa.

 

Fontes: https://www.inca.gov.br/causas-e-prevencao/como-prevenir-o-cancer

https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5588:folha-informativa-cancer&Itemid=1094

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail