07 out 2019

Só de chegar o dia da vacina do bebê as famílias já ficam com o coração apertado por conta da dor. Existem algumas opções que auxiliam a diminuir a dor e incômodo sentido pelos bebês e crianças nesse momento. Continue lendo e saiba mais sobre algumas delas.

Mamalgesia

A OMS elaborou um documento recomendando amamentar os lactentes no momento da vacinação e imediatamente após, pois a sucção é analgésica para os bebês. O leite materno contém substancias que ajudam a minimizar a dor. Além disso a amamentação aumenta a segurança da mãe e diminui a ansiedade.

Recomenda-se colocar o lactente ao seio antes e durante o a vacinação, mantendo-o alguns minutos após o final, e não há com o que se preocupar: a criança não irá associar a amamentação com um momento ruim.

Um estudo feito em 2015 na cidade de Ribeirão Preto demonstrou que o contato pele a pele combinado a amamentação pode potencializar o efeito analgésico, contribuindo para a melhor recuperação do RN após o procedimento de vacinação.

Ou seja, é oficial que a “mamalgesia”, o ato de amamentar a criança durante a vacina é uma forma eficiente de conseguir amenizar a dor do bebê tanto durante o procedimento quanto após.

Algumas informações importantes sobre a amamentação:

  • Não há interferência do aleitamento materno na resposta a nenhuma das duas vacinas orais.
  • É importante ter em conta a idade do lactente para colocar mãe e bebê em uma posição confortável, vacinar sempre no colo de sua mãe.
  • O aleitamento materno, sozinho, não é suficiente para proteger contra doenças infecciosas.
  • Para melhor efeito, inicie a amamentação 2-5 minutos antes da injeção.
  • Se o seu bebê necessita de mais uma injeção na outra perna, posicione-o no outro seio. Assegure-se que seu bebê fez a pega correta e está sugando bem antes que a próxima injeção seja dada.

Buzzy™ 

Muitas crianças durante algum processo de imunização podem desenvolver uma fobia de agulhas, esse medo intenso de injeção geralmente começa por volta dos 4 ou 5 anos de idade, e é desencadeado devido a alguma má experiência durante a vacinação.

 

O Buzzy™ foi criado justamente para amenizar o desconforto dessa situação e torná-la menos “traumática” para as crianças. Ao usá-lo é possível reduzir a dor da agulhada de 50% a 80%, e se combinada a algum outro tipo de distração, esse número pode chegar até em 88%.

Pensando nisso os cartões DistrACTION™ foram criados para serem usados juntos com o Buzzy™, auxiliando na redução da dor e ansiedade da criança.

 

 

Está buscando um ambiente acolhedor e preocupado com a imunização de forma humanizada? Entre em contato conosco.

11-3723-2828

11-3723-2827

11- 99237-7672

vipimune.com.br

Rua Valdemar Blakauskas, 68 – Morumbi/SP

 

Referências:

LEITE, Adriana Moraes et al. Amamentação e contato pele-a-pele no alívio da dor em recém-nascidos na vacina contra Hepatite B. Revista Eletrônica de Enfermagem, [s.l.], v. 17, n. 3, p.1-8, 30 set. 2015. Universidade Federal de Goias. http://dx.doi.org/10.5216/ree.v17i3.31932.

http://www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=2382

http://www.buzzy4shots.com.br/page4/page13/index.html

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail