COPA DO MUNDO

Rússia, assim como o Brasil, é um país em desenvolvimento e de dimensões continentais. Os jogos da Copa serão em 11 cidades-sede, todas na porção europeia, sendo Moscou a maior delas e a capital.

Assim, seguem algumas recomendações de Medicina do Viajante para quem participará deste evento mundial ou apenas viajar até a região:

 Mantenha a carteira de vacina atualizada pelo menos 15 dias antes da sua viagem. Eventos de grande circulação de pessoas também costumam circular alguns vírus como: 

 Vírus Influenza                  Sarampo 

Além da vacinação, durante a viagem, reforçar as medidas de higiene pessoal e do ambiente: 

  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir 
  • lavar as mãos com frequência, utilizando água e sabão ou álcool em gel 
  • não compartilhar copos, talheres e alimentos 
  • evitar de levar as mãos à boca ou aos olhos 
  • evitar aglomerações ou locais pouco arejados, sempre que possível 
  • manter os ambientes limpos e ventilados 
  • evitar contato próximo com pessoas doentes. 

Ao retornar, fique atento (a), o viajante que apresentar febre e exantema, deve evitar deslocamentos ou contato desnecessário com outras pessoas, até ser avaliado por um profissional de saúde, procurando imediantamente serviço médico para o tratamento adequado. 

ESTADOS UNIDOS E CARIBE

Estados Unidos, especialmente o Estado da Flórida, é tradicionalmente muito popular entre os brasileiros agora durante o verão do Hemisfério Norte. É nesse Estado que fica a Disney World, destino de comum para escolares e Miami, principal cidade e paraíso de compras, de praias e de vida noturna. É dessa região que saem os grandes cruzeiros para países do Caribe como Bahamas, Cuba, México, República Dominicana, Honduras, entre outros. Assim, para evitar que sua viagem fique comprometida, segue algumas dicas da Medicina do Viajante: 

  • Mantenha a carteira de vacina em dia. Recomenda-se vacinação de Influenza, vírus causador da Gripe A (H1N1 e H3N2, este considerado o grande vilão durante o rigoroso inverno dos EUA este ano) e Gripe B. 
  • Febre Amarela: apesar dos EUA não exigirem vacinação e Certificação Internacional, em todos os países da América Central e Caribe é necessário vacinação de Febre Amarela, dose completa (dose fracionada não é válida para certificação internacional) pelo menos 10 dias antes da viagem. Mais informações: http://portal.anvisa.gov.br/certificado-internacional-de-vacinacao-ou-profilaxia 

 A VIP Imune possui um Infectologista especialista em Medicina do Viajante, bem como todas as vacinas necessárias para sua viagem. 

  • Zika: vírus introduzido no Brasil pela Copa do Mundo de 2014 e causador de grande problema de saúde pública nos anos de 2015 e 2016. Apesar de hoje em dia não ser mais um problema no Brasil, países do Caribe ainda há grande circulação. Portando, ao desembarcar do seu navio ou avião, não esqueça de levar seu repelente a base de DEET ou Icaridina e passar nas áreas expostas. Cabe lembrar que mesmo nos EUA, há circulação desse vírus no Estado da Florida e do Texas, principalmente agora no verão. Segundo o CDC, Bahamas e Nova Orleans, são consideradas Zika-free, ou seja, sem circulação desse vírus. 
  • Diarreia do Viajante: é de longe a causa mais comum de doença do viajante. Apesar da maioria dos casos ser auto-limitada e durar no máximo 2 a 3 dias, muitas vezes podem vir de maneira severa, incapacitante e necessitar até de internação. Assim, para evitar, higienize sempre as mãos com álcool-gel ou água e sabão, evite alimentos crus ou de procedência duvidosa, tome somente água mineral ou que passe por processo de filtração. Em alguns casos, o tratamento auto-administrado é recomendado. 
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail